Os exames preparatórios iniciais de preparação fornecem informações essenciais sobre o bem-estar do paciente, status do fígado e também sobre a extensão e localização da doença, informações essas que são usadas na avaliação da adequação do paciente para o tratamento.

Uma vez identificado pela equipe multidisciplinar como potencial candidato para a SIRT, os pacientes são convidados para uma avaliação adicional, que inclui exames preliminares antes do tratamento:

  • Angiografia hepática (angiografia por CT);
  • Exame de imagem SPECT de medicina nuclear com macroagregado de albumina humana com Tecnécio-99m (99mTc-MAA).

Paralelamente, deve ser realizada uma tomografia computadorizada (CT) com contraste de três fases e/ou ressonância magnética (IRM) realçada com gadolínio para avaliação dos volumes tumoral e não tumoral, desobstrução da veia porta, e extensão da doença extra-hepática.

Essas avaliações são essenciais para:

  • confirmar a adequação do paciente para o tratamento;
  • preparar o fígado para a Radioterapia Interna Seletiva (SIRT);
  • planejar o próprio procedimento de tratamento (seja para o fígado inteiro ou uma abordagem mais seletiva);
  • garantir a administração ideal e segura das Microsferas de resina SIR-Spheres® Y-90 nos tumores do fígado e, simultaneamente, limitar o impacto da SIRT nos tecidos saudáveis;
  • calcular a atividade adequada das Microsferas de resina SIR-Spheres® Y-90 a serem administradas.

Arteriografia Hepática

Os exames preliminares do tratamento incluem uma avaliação angiográfica completa da vascularização do fígado para detectar e ocluir quaisquer vasos que possam transportar microesferas para fora do fígado na direção do estômago, duodeno ou vesícula biliar, e para planejar a subsequente administração das Microsferas de resina SIR-Spheres® Y-90.

Durante essa arteriografia, a ponta do cateter é colocada na mesma posição onde as Microsferas de resina SIR-Spheres® Y-90 serão liberadas e o Tc-99m MAA é administrado na artéria hepática como marcador para determinar a extensão da derivação arteriovenosa para o pulmão e confirmar a ausência de fluxo gástrico e duodenal.

Quando a extensão da derivação extra-hepática tiver sido determinada e o paciente for considerado aceitável para o tratamento, as Microsferas de resina SIR-Spheres® Y-90 serão administradas em uma visita posterior. Porém, alguns pacientes podem ter uma vascularização que impede um posicionamento preciso e confiável do cateter e, portanto, proíbe a administração segura das microesferas. A quantidade de derivação do pulmão pode alterar a atividade que pode ser implantada com segurança proporcional ao risco aceitável de pneumonite de radiação. Em tais casos, pode ser tomada a decisão de não tratar o paciente.



Now leaving sirtex.com

You are about to leave the Sirtex Web site. This link is provided to you as a service and will take you to a site maintained by a third party who is solely responsible for the content.

Please be aware that Sirtex takes no responsibility for content of these external sites, nor do we endorse, warrant or guarantee the products, services or information described or offered on other internet sites.

Click 'Continue' to proceed to the third-party Web site.

Continue

×

You are now leaving your current sirtex.com region

The Sirtex site you are linking to is intended only for healthcare practitioners and patients outside your current region. Any products discussed herein may have different approved product labeling; therefore, any information provided may not be appropriate for use in your region.

Click 'Continue' to proceed to the other Sirtex region Web site.

Continue

×