O que é a Radioterapia Interna Seletiva (SIRT)?

Radioterapia Interna Seletiva ou SIRT, também conhecida como radioembolização, é uma terapia inovadora que foi desenvolvida para o tratamento de câncer de fígado irressecável primário e secundário. A técnica envolve a infusão de milhões de contas radioativas (microsferas de resina de ítrio-90) na alimentação de sangue arterial do fígado.

O que são Microsferas de resina SIR-Spheres® Y-90?

Microsferas de resina SIR-Spheres Y-90 são microesferas radioativas usadas na SIRT. As microesferas de resina rotuladas Y-90 administram radioterapia interna dirigida diretamente ao(s) tumor(es) com uma dose de radiação interna até 40 vezes mais alta do que a radioterapia convencional, poupando o tecido saudável.

A administração direta das microsferas de resina através da artéria hepática ajuda a atingir o máximo controle da doença por meio de uma cobertura ideal do tumor. Estudos controlados randomizados em pacientes com metástases de câncer colorretal no fígado demonstraram que a SIRT usando Microsferas de resina SIR-Spheres Y-90 aumenta significativamente as taxas de resposta do tumor e controle da doença, assim como aumenta significativamente o tempo até a progressão e a sobrevivência global em comparação com a quimioterapia isoladamente. As Microsferas de resina SIR-Spheres Y-90 podem também reduzir o tamanho dos tumores do fígado, antes inoperáveis, em uma proporção que eles passam a ser passíveis de resseção ou ablação potencialmente curativa.

Como funcionam as Microsferas de resina SIR-Spheres Y-90?

O procedimento SIRT possibilita que a radiação seja dirigida diretamente aos tumores do fígado usando a própria irrigação sanguínea do tumor. Os tecidos saudáveis do fígado tiram até 90% de sua irrigação sanguínea da veia porta (veia que leva nutrientes dos intestinos para o fígado), sendo somente uma pequena quantidade retirada da artéria hepática. Em contrapartida, os tumores no fígado derivam até 90% da sua irrigação sanguínea da artéria hepática, pois precisam de um fornecimento profuso de sangue altamente oxigenado. Assim, a artéria hepática proporciona um canal ideal para a aplicação de um tratamento dirigido ao tumor.

As Microsferas de resina SIR-Spheres Y-90 têm um diâmetro médio de 32,5 micra (na faixa entre 20 e 60 micra) e isso significa que, após a infusão, são pequenas o suficiente para ficarem alojadas nas arteríolas da borda de crescimento do(s) tumor(es), onde emitem uma alta dose de radiação, mas são muito grandes para passar através dos capilares e seguir para o sistema venoso. Como as Microsferas de resina SIR-Spheres Y-90 são dirigidas diretamente aos tumores do fígado através da artéria hepática, a exposição do restante do tecido saudável do fígado é minimizada. As microsferas de resina contêm o elemento radioativo Ítrio-90 que emite radiação beta ao longo de uma distância relativamente pequena: média de 2,5 mm em tecido humano e um máximo de 11 mm. O Ítrio-90 tem meia vida de aproximadamente dois dias e meio (64,1 horas) e, portanto, a maior parte da radiação (mais de 94%) é enviada ao tumor nas primeiras duas semanas após o tratamento.

Como o tratamento com Microsferas de resina SIR-Spheres Y-90 difere da radioterapia convencional?

A radiação é um agente eficaz para destruir tumores e é amplamente utilizada no tratamento de câncer. No entanto, o uso de radiação por feixe externo para o tratamento de tumores no fígado é limitado pelas baixas doses de radiação que podem ser aplicadas ao fígado sem risco de danificar o tecido normal.

Ao contrário da radiação convencional por feixe externo, as Microsferas de resina SIR-Spheres Y-90 irradiam seletivamente os tumores no fígado e, portanto, têm a capacidade de aplicar doses mais potentes de radiação diretamente às células cancerosas por um período mais longo. As doses absorvidas pelo tumor na SIRT são tipicamente de quatro a seis vezes maiores do que as do tecido saudável do fígado, melhorando significativamente o índice terapêutico da SIRT em comparação com a radioterapia por feixe externo.

Como a SIRT é administrada?

Depois da aplicação de um anestésico local ao paciente, um radiologista intervencionista treinado em SIRT faz uma pequena incisão, normalmente na artéria femoral perto da virilha. Um cateter é então passado através da artéria até o fígado. As microsferas são administradas através desse cateter. O procedimento inteiro pode levar cerca de 60-90 minutos. Depois do procedimento ser concluído, o paciente pode ser enviado para um exame de imagem para verificar o nível de radioatividade das microsferas implantadas no fígado. Os pacientes serão monitorados por algumas horas e a maioria receberá alta em 24 horas.

Quais são os efeitos colaterais da SIRT?

Quase todos os tratamentos e medicamentos produzem efeitos colaterais indesejados. A maioria dos efeitos colaterais posteriores ao procedimento SIRT é de menor importância, mas um pequeno número pode ser grave. Muitos pacientes experimentam dores abdominais ou aperto no abdômen, náuseas e perda de apetite, que normalmente diminuem no prazo de uma semana. Alguns pacientes podem também desenvolver febre baixa, que pode durar até uma semana, e fadiga, que pode durar várias semanas após o tratamento. Por precaução, medicamentos específicos são prescritos para controlar esses sintomas.

Quais são as possíveis complicações da SIRT?

Em casos raros, um pequeno número de microsferas pode acidentalmente atingir outros órgãos no corpo, como vesícula biliar, estômago, intestino ou pâncreas. Se atingirem esses órgãos, as microsferas podem causar inflamação ou ulceração. Essas complicações são raras, mas se chegarem a ocorrer exigirão tratamento médico adicional.

Os pacientes precisam tomar cuidados especiais?

Há algumas precauções simples que precisam ser tomadas nas primeiras 24 horas após o procedimento SIRT. Essas precauções incluem: lavar cuidadosamente as mãos depois de usar o banheiro e limpar quaisquer fluídos corporais derramados, como urina, sangue ou fezes, e descartá-los no vaso sanitário. No mais, o paciente pode retomar o contato normal com seus familiares.

As pacientes não devem receber o tratamento SIRT se estiverem grávidas e não devem ficar grávidas nos dois meses seguintes ao tratamento, pois isso poderia causar danos ao feto.

Qual é o status regulatório das Microsferas de resina SIR-Spheres Y-90?

 As Microsferas de resina SIR-Spheres Y-90 são classificadas como Dispositivo Médico e aprovadas para uso na Austrália e Nova Zelândia, União Europeia (CE Mark), Suíça, Turquia e diversos países da Ásia, como Índia, Coreia, Singapura, Malásia, Tailândia, Vietnã, Filipinas e Hong Kong para o tratamento de tumores irressecáveis no fígado.

 As Microsferas de resina SIR-Spheres Y-90 também têm aprovação PMA total pela FDA e são indicadas nos EUA para o tratamento de tumores metastáticos não ressecáveis no fígado de câncer primário colorretal, em combinação com quimioterapia intra-arterial hepática usando floxuridina. Também são aprovadas em Taiwan para câncer colorretal metastático refratário à quimioterapia.



Now leaving sirtex.com

You are about to leave the Sirtex Web site. This link is provided to you as a service and will take you to a site maintained by a third party who is solely responsible for the content.

Please be aware that Sirtex takes no responsibility for content of these external sites, nor do we endorse, warrant or guarantee the products, services or information described or offered on other internet sites.

Click 'Continue' to proceed to the third-party Web site.

Continue

×

You are now leaving your current sirtex.com region

The Sirtex site you are linking to is intended only for healthcare practitioners and patients outside your current region. Any products discussed herein may have different approved product labeling; therefore, any information provided may not be appropriate for use in your region.

Click 'Continue' to proceed to the other Sirtex region Web site.

Continue

×