Skip to content

Clínicos

REsect

REsect é uma análize retrospectiva da coorte de pacientes do estudo SIRFLOX. A extensa base de dados radiológicos de SIRFLOX foi avaliada por um painel de 14 cirurgiões de HPB (Hepato-Pancreato-Biliar) dos principais centros médicos da Bélgica, França, Alemanha, Itália, Holanda, Espanha, Reino Unido e EUA para comparar a ressecabilidade potencial do fígado na linha de base e acompanhamento.

Os resultados da REsect foram apresentados no 12º Congresso Internacional da Associação Europeu-Africana de Hepato-Pancreato-Biliares (E-AHPBA), maio de 2017.

Principais conclusões

A REsect demonstrou que a adição de microesferas de resina SIR-Spheres Y-90 à quimioterapia com base em FOLFOX (± bev) aumentou significativamente a proporção de pacientes determinados por apresentar metástases hepáticas ressecáveis em comparação à quimioterapia isolada (38,11% no braço da quimioterapia SIRT + vs. 28,95% no braço isolado da quimioterapia; p <0,0001).

Study Overview

Resect

Uma equipe de cirurgiões hepatobiliares realizou análizes independentes da linha de base e acompanhamento de 472 pacientes. Cinco cirurgiões avaliados em 100 pacientes aleatórios e a análize dos exames restantes foram realizados em grupos de 22 a 25 casos por três cirurgiões selecionados aleatoriamente dentre os outros nove membros do painel. Os revisores estavam cegos para identificadores de pacientes, visita (linha de base ou acompanhamento), tratamento e informações clínicas, bem como para as avaliações dos outros revisores. Um paciente foi considerado ressecável ou irressecável por acordo majoritário (≥3 de 5 cirurgiões ou ≥2 de 3 cirurgiões).

Características do paciente

Um total de 472 pacientes com características basais semelhantes foram avaliados (mFOLFOX n = 228; mFOLFOX + SIRT n = 244).

chart

Elegibilidade para ressecção

REsect mostrou maior elegibilidade para ressecção hepática após microesferas de resina SIR-Spheres Y-90.

chart

bev*: bevacizumab (bevacizumab allowed at investigator’s discretion, per institutional practice)

Garlipp B et al. E-AHPBA 2017; Abs. FP 15.08.